sexta-feira, 27 de março de 2015

Aroma de rosas para ansiedade


O óleo essencial de rosa é provavelmente o mais famoso de todos, apreciado desde o início dos tempos, tanto como fragrância maravilhosa, como enquanto remédio importante para diversos males.


Existe provavelmente um simbolismo maior ligado à rosa do que a qualquer outra flor, e o seu perfume pode invocar uma sensação geral de prazer e felicidade.
Têm-se usado várias espécies de rosa para extrair o óleo, em especial a rosa damascena e a centifolia.
Sendo cada um deles ligeiramente diferente, as propriedades são sedativas, calmantes e anti-inflamatórias.


Não surpreende, pois, que o óleo essencial de rosa possua fama como afrodisíaco e, nos casos em que há ansiedade, ele pode ser muito benéfico.
Use-o no banho para uma experiência desanuviadora e sensual, ou junte-o a um óleo-base de massagem para acalmar a tensão muscular e nervosa.

(Imagens internet)

quinta-feira, 26 de março de 2015

Cocktail relaxant - L'Occitane


Adorei esta nova sinergia da L'Occitane, um coquetel de óleos essenciais para ser usado em banhos e massagens.


Esta sinergia é composta dos seguintes óleos essenciais:
Lavanda + Bergamota + Laranja doce + Gerânio

Um aroma delicioso e um resultado magnífico.


Lavanda = com sua ação reguladora e normalizadora

Bergamota = ideal para todas as pessoas tensas, ansiosas ou deprimidas.

Laranja doce = antidepressivo, antiespasmódico, digestivo e moderadamente sedativo.

Gerânio = estimulante sobre o sistema linfático, diurético, antidepressivo e de grande ajuda nos problemas relacionados à menopausa.



segunda-feira, 23 de março de 2015

Vamos plantar lavanda? parte 2

Cultivando lavanda 

Começando

1
Escolha uma localização bem iluminada. A lavanda é uma erva Mediterrânea – portanto, ela cresce em locais quentes e ensolarados. Escolha um ponto em seu jardim onde a planta receba sol por, no mínimo, oito horas por dia. O ponto deve ser bastante guarnecido, para proteger a planta dos ventos de inverno. 
  • Plantar lavanda perto de uma pedra grande ou de uma parede pode ser uma boa ideia, já que isso forneceria mais calor e abrigo.

2
Certifique-se de que o solo tenha drenagem adequada. A umidade é a inimiga da lavanda – portanto, sua consideração mais importante deveria ser escolher um local onde o solo seja bem drenado. O solo deve ser leve, fofo e bem-aerado para ajudar a lavanda a crescer. 
  • Para melhorar a drenagem do solo, você pode misturar um pouco de areia de construção na terra antes de plantar. 
  • Alternativamente, tente plantar sua lavanda em uma horta elevada, no topo de um morro ou atrás de uma parede para maximizar a drenagem. 

3
Verifique o nível pH do solo. A lavanda cresce melhor em condições ligeiramente alcalinas, num solo com nível pH entre 6.7 e 7.3.  Você pode examinar o nível pH do solo usando um dispositivo comercial de testes. Eles podem ser encontrados em lojas de artigos residências e em centros de jardinagem.
  • Se preciso, você pode aumentar a alcalinidade do solo ao adicionar um pouco de cal. Você pode adicionar 50 ou 75 gramas de cal para cada pé cúbico de solo. 

4
Compre sua lavanda. Há muitas espécies de lavanda disponíveis para cultivo. O fato de elas florescerem ou morrerem dependerá das condições climáticas de sua área. Os tipos de lavanda vendidos em centros de jardinagem locais normalmente serão compatíveis com as condições de sua área, apesar de você poder verificar o rótulo na planta caso esteja incerto. Procure o proprietário da loja caso queira saber se a variedade é boa para sua região. 
  • As lavandas do tipo Hidcote e Munstead são particularmente difíceis de cultivar.
  • Ainda que seja possível cultivar lavandas a partir de sementes, isso nem sempre é recomendado. As sementes requerem escarificação e resfriamento, podendo levar um mês para germinarem. 


Plantando

1
Cave um buraco grande o suficiente para as raízes. Use uma pá para cavar um buraco no local em que sua lavanda ficará. O buraco deve ser profundo o bastante e largo o suficiente para conter as raízes. A lavanda cresce melhor em condições ligeiramente apertadas. 
  • Se você estiver plantando a lavanda em um pote ou recipiente, escolha um que seja grande o suficiente para conter as raízes, com um espaço de 2,5 centímetros em cada lado.

2
Prepare o solo. Prepare o solo para receber a lavanda. Otimize as condições de crescimento ao colocar dois punhados de pedras redondas de 2,5 centímetros, além de meio copo de cal, adubo bom e osso moído no buraco. 
  • A pedra ajudará com a drenagem, o cal alcalinizará o solo, enquanto que os ossos roídos e os fertilizantes darão um bom pontapé inicial em sua lavanda.

3
Regue a lavanda em seu potinho antes de plantá-la. Você deve regar a planta da lavanda no pote em que ela foi comprada uma hora antes de plantá-la. Isso garantirá que as raízes permaneçam hidratadas, mas não úmidas, antes de ir ao solo.


4
Pode a lavanda. Pode levemente sua lavanda antes de plantá-la. Isso garantirá uma boa circulação de ar entre os galhos, encorajará o novo crescimento e evitará que os centros dos caules se tornem rígidos – um problema comum entre lavandas.


5
Prepare as raízes. Remova a planta de lavanda de seu potinho e gentilmente sacudida para remover qualquer excesso de solo de suas raízes. A lavanda deve ser plantada em sua nova casa com raízes limpas, para garantir que ela se adapte rápida e facilmente ao novo ambiente de cultivo.


6
Plante a lavanda. Coloque cuidadosamente a planta de lavanda em seu ponto preparado e adicione a ela uma camada de solo ligeiramente acima da mistura de pedras produzida antes. Certifique-se de que as raízes não entrem em contato direto com a mistura. Preencha qualquer espaço extra ao redor e acima das raízes da lavanda com solo, batendo-o suavemente ao redor da base dos galhos. 
  • Se você estiver plantando mais de uma lavanda, deixe um espaço de 90 centímetros entre cada planta. Isso garantirá uma boa circulação de ar e dará espaço para que a lavanda cresça.

Manutenção

1
Fertilize o solo. A lavanda é uma planta de manutenção relativamente barata e precisará ser fertilizada apenas uma vez por ano. Use uma cobertura leve de adubo misturado com ossos moídos em algum momento do início da primavera. Você também pode alimentar a lavanda usando uma emulsão líquida de peixe ou extrato de algas marinhas uma ou duas vezes durante o curso do verão.


2
Regue pouco. Como mencionado antes, a umidade é a inimiga da lavanda. Se as raízes da lavanda ficarem excessivamente úmidas, isso matará a planta mais rápido que qualquer temperatura baixa ou congelante. De fato, o ato de regar excessivamente novas plantas de lavanda na primavera é o que gera tantas falhas de cultivo.
  • Para regar em nível apropriado, certifique-se de que o solo se torne completamente seco entre cada rega. Porém, a planta em si não pode ficar desidratada. 
  • Se você estiver cultivando lavanda em um pote, certifique-se de que ele tenha drenagem adequada para evitar que a água se acumule no fundo dele.

3
Evite ervas daninhas. Você pode evitar o crescimento de ervas ao redor da base da lavanda ao cobrir o solo com uma fina camada de húmus. Use um húmus de cor clara, como de areia áspera, cascalho ou cascas de ostras. O húmus também ajudará a proteger as raízes das plantas do inverno.


4
Pode a planta de lavanda. Você deve podar sua lavanda uma vez por ano, preferencialmente na primavera antes do novo crescimento começar. Você deve podar cerca de 1/3 da planta inteira, usando tesouras ou aparadores para obter um visual bonito e bem aparado. 
  • Podar a lavanda encorajará o novo crescimento e impedirá que a planta se espalhe.
  • Certifique-se apenas de não exagerar na poda, pois isso pode impedir o novo crescimento.

5
Colha as flores. A melhor hora para colher a lavanda é quando as flores de baixo de cada caule estiverem começando a se abrir. É nesse momento que a lavanda estará mais vibrante e fragrante. Corte as flores na base dos caules, perto da folhagem.
  • Para secar a lavanda, junte cerca de cem flores, amarre-as com um elástico e pendure-as dentro de casa, num local seco e escuro. Mantenha-as suspensas de cabeça para baixo durante o processo por 10 ou 14 dias.
  • Se quiser decorar sua casa com lavanda, coloque as flores em um vaso, mas não ponha as raízes na água. Isso fará com que as flores caiam mais rápido e amolecerá os caules.


  • A folhagem tipicamente varia entre verde e prata, e algumas espécies possuem folhas de um chartreuse brilhante. Nem todos os tipos se encontram disponíveis. Você pode precisar encomendá-los através de websites.
  • Uma lavanda perene cresce de 30 a 90 centímetros de altura, dependendo da variedade. Ela precisa de, no mínimo, seis horas de contato direto com a luz do sol diariamente – quanto mais, melhor.
  • O florescimento da lavanda surge no meio do verão. Sua cor varia entre o cinza e o púrpura-real brilhante. Há espécies que florescem em outras cores: branco, rosa e verde-amarelado. As flores em si são pequenas – algumas vezes elas se abrem. Seus caules normalmente possuem espinhos.
  • Algumas variedades de lavanda podem ser cultivadas a partir de sementes (especialmente a “Munster”). Potes com plantas vivas podem ser compradas na primavera. Variedades favoritas incluem “Grosso”, “Provence”, “Púrpura Real”, “Dama Cinza” e “Hidcote”.
  • Os caules mais velhos da lavanda são rígidos, e as plantas não se divide tão facilmente. Se a mudança for necessária, erga a planta na primavera antes do novo crescimento começar e replante-a imediatamente. A planta pode ser propagada através de sedimentação.
Créditos: Chrystian Sales

Vamos plantar lavanda?

Aqui no Brasil, o tipo de lavanda que mais se adapta é o  Lavandula dentata, popularmente chamada de lavanda ou alfazema.


Nome botânico: lavandula dentata

Nome popular: alfazema ou lavanda

Família: Lamiaceae ou labiadas

Origem: Região do Mediterrâneo


Descrição: é uma planta herbácea perene que cresce até 0,80 m de altura, tem forma irregular, de folhas verde-acinzentadas e com muito perfume.


É a variedade mais difundida em solo brasileiro, destinada ao uso ornamental em jardins.
Seu óleo canforado vem sendo cada vez mais usado para produtos de higiene e aromatizadores.


Ela não precisa de frio para florescer, mas requer solo bem drenado e sol abundante.
Seu solo deve ser alcalino.


Em regiões de clima ameno a quente, a lavanda tem tomado espaço nos jardins.
Aprecia sol, solo fértil em matéria orgânica e bem drenado, mais para seco.


A preparação dos canteiros passa pela adição de composto vegetal e húmus de minhoca, bem preparado e destorroado (fofo).
Após o estabelecimento a lavanda floresce por muitos anos, praticamente o ano todo.




quinta-feira, 19 de março de 2015

Velas perfumadas


Vi e adorei...cascas de ovos preenchidas com parafina e óleo essencial de olíbano!
Uma vela super original e aromática...


Ervas aromáticas


Hora do almoço, mesa arrumada e um maço de ervas aromáticas enfeitando o prato...não tem preço!
Bom apetite!

quarta-feira, 18 de março de 2015