segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Como utilizar a lavanda fina?


Os Romanos utilizavam a lavanda para perfumar o banho e as roupas depois de lavadas.

Também foi chamada de "guarda-roupa" pelas nossas avós. 

Diz-se também que é a "faca suíça" da Aromaterapia pois sempre, desde Dioscoride no século I, até René-Maurice Gattefossé, que criou a Aromaterapia moderna em 1928, a lavanda sempre foi reconhecida e utilizada por suas virtudes medicinais.


A lavanda fina sob a forma de "óleo essencial 100% puro e natural", é recomendada no tratamento de :

- insônias (2 a 3 gotas no travesseiro), irritabilidade (difusão no ar), dores de cabeça (massagem nas têmporas), estresse (5 a 6 gotas no banho). A lavanda atua como calmante.

- feridas e queimaduras (1 a 2 gotas), eczema seco (aplicar 2 a 3 gotas no algodão e passar sobre as placas sem esfregar), escarras, queimadura de sol, picadas de insetos. A lavanda age como desinfetante e cicatrizante.

- resfriados e sinusites (1 a 2 gotas em inalação). A lavanda atua como anti-infeccioso.

- dores de garganta (1 a 2 gotas em uma colher de açúcar ou de mel). A lavanda age como anti-inflamatório.

- contrações musculares e reumatismos (algumas gotas em fricção). A lavanda atua para descontrair os músculos e acalmar a dor.

- piolhos (1 gota atrás da orelha em prevenção), parasitas intestinais (1 gota no açúcar durante 3 dias). A lavanda age contra os parasitas.


Importante: todas essas utilizações só são válidas com a lavanda fina (lavandula augustifolia). A garantia de um óleo essencial de qualidade é primordial para a saúde.


(Imagens: claudiaroma)

domingo, 2 de agosto de 2015

O calendário dos trabalhos agrícolas da lavanda


Quando se fala em lavanda todo mundo pensa logo em suas flores azuis no verão, nas destilarias que perfumam a região...mas a sua cultura não é só uma atividade sazonal.


1.) Março: é o mês das plantações. 
Quando o solo começa a descongelar, são recolhidas todas as mudas jovens de lavanda fina nos viveiros, sempre em altitude, ou mudas selvagens. Em seguida, são plantadas as mudas de raízes nuas no solo preparado.. Com a ajuda de uma roda munida de pinças, que retiram as mudas uma por uma, elas são plantadas com intervalos de 30 cm, em fileiras espaçadas de 1,50 m. Cada hectare contém mais ou menos 17.000 mudas. 


2.) Abril-Maio: início da retirada mecânica das ervas invasoras, por meio de um trator munido de garras, entre as fileiras de lavanda. No caso da lavanda jovem (- de 3 anos), o trabalho é feito com uma enxada, pois as mudas menores poderiam ser arrancadas pelas garras. Também é feita a aplicação de fertilizantes orgânicos no solo.


3.) Meados de Junho: início da floração. O trabalho mecânico é interrompido pois poderia causar danos às flores jovens em formação. Começa então a preparação para a destilação: enchimento da cuba a gás, nível das cisternas com água da chuva, contato com os empregados que vão trabalhar nas colheitas...


4.) Meados de Julho: é o auge da floração; são examinadas as espigas das lavandas para avaliar o grau de maturação e determinar uma data para o início da colheita. Em geral, começa no final de julho, entre  20 e 27. Os tratores invadem os campos floridos e, 2 ou 3 dias depois, é iniciada a destilação. Se a chuva não atrapalhar, em cerca de 15 dias tudo estará terminado. É um período excepcional porque é o resultado de um ano de trabalho. Algumas vezes a colheita é antecipada, se o calor for muito forte nesta época, o que ocorreu este ano.


5.) Agosto: recomeçam a retirada das ervas invasoras.


6.) Outubro: é o momento de arrancar as velhas lavandas com 10 anos, queimá-las e em seguida preparar o solo para o plantio, que será feito em março, ou seja, retirar as pedras maiores e, em seguida, passar um britador para triturar as pedras restantes, depois lavrar a terra para afofá-la e prepará-la para o repouso durante o inverno.


7.) Novembro: é o momento de semear nos viveiros, antes da chegada do inverno. As sementes vão brotar a partir de abril do ano seguinte. Mas, o plantio dessas mudas só poderá ser feito 3 anos depois.


8.) Dezembro-Janeiro-Fevereiro: com o solo gelado, a terra fica em repouso assim como o agricultor que aproveita para verificar o material.


(Fonte: Le Chateau du Bois)

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Colheita da lavanda


Ir é muito bom, mas voltar acho melhor ainda!
Gosto do meu ninho, do meu blog, de vocês...
Gosto de compartilhar o meu amor pela lavanda!


A cada encontro, novas descobertas.
A cada encontro, maior identificação com ela.


Desta vez a viagem foi com a família, um sonho meu... 


Fomos dia 19 de julho, período onde já tinha iniciado a colheita... verão forte, as flores já estavam esparramando seu óleo essencial.
Não dava para esperar mais!
Era preciso colher...


Atualmente, na maioria das plantações, a colheita é feita através de máquinas.


Um trabalho solitário, onde o operador da máquina passa o dia cortando as lavandas.
A máquina corta e recolhe ao mesmo tempo.


Mas o operador da máquina é alguém muito feliz, assovia e pára para conversar.
Ama o que faz...


Os produtores de lavanda querem colher o mais rápido possível, para obter a maior quantidade possível de óleo essencial e os apicultores imploram por um pouco mais de tempo, para que suas abelhas possam polinizar mais as flores e assim fabricar mais mel.


Este ano a produção de óleo essencial de lavanda foi muito forte, sendo obtido um óleo de primeiríssima qualidade.


Também encontrei lugares com máquinas mais antigas, que só cortam e não colhem, mas cada vez menos.


Somente as pequenas plantações é que ainda fazem assim ou com corte manual.


Respire, expire e relaxe!
A lavanda pede isso...


Um bom fim de semana para toda(o)s e até mais!


quinta-feira, 16 de julho de 2015

Férias perfumadas...


Minhas queridas e queridos...vou dar uma breve pausa e mês que vem retorno, com muito perfume de lavanda no coração...
Deixo aqui algumas imagens que me inspiram.
Beijos e até a volta!











segunda-feira, 13 de julho de 2015

Spray Bom Ar - Repost


Spray bom ar

frasco de 500 ml
250 ml de álcool de cereal
20 gotas de óleo essencial de lavanda
10 gotas de óleo essencial de bergamota
20 gotas de óleo essencial de alecrim
250 ml de água destilada


Esta sinergia é alegre, estimulante e afasta pensamentos negativos.
Excelente para ambientes de varandas, terraços e spas...

domingo, 12 de julho de 2015

Por menos controle


"Senhor, dai-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, força para mudar o que é possível e sabedoria para distinguir uma da outra."


Por que estamos cada vez mais tensos e focados em controlar tudo, achando que, se perdermos o controle, "a casa cai"?
Tudo ilusão, condicionamentos inseridos na nossa mente e que só aumentam a ansiedade e agitação.
Comprar em farmácias pílulas de tranquilidade seria um sonho para todos.
Mas começar a perceber que essa farmácia existe e que está muito perto da gente, isso sim, é real!


Para nos auxiliar neste processo de ENTREGA, há uma ótima sinergia com óleos essenciais.
Entregar, esvaziar, soltar...
Óleos essenciais que aumentem a capacidade de inspiração e, em consequência, a expiração. 


A palavra entrega pode ser usada para designar "traição", "rendição" ou até mesmo "passar algo para as mãos de alguém".
Entrega quer dizer "dar com devoção".
Seja o que for que deva ser entregue e para quem, a entrega deverá ser feita com amor, alegria, respeito e sem esperar nada de volta.


Respirar é confiar.
É sentir que temos vida, que podemos entregar esse movimento ao UNIVERSO.
Quando expiramos, não precisamos nos preocupar com a próxima respiração.


Utilize óleos como a lavanda, alecrim e olíbano...
Texto do livro "A Lavanda como caminho"


quinta-feira, 9 de julho de 2015

Produtos com Tea Tree



Sou fã número um do óleo essencial de Tea Tree (melaleuca alternifolia), e como a Lavanda, não podem faltar na bolsa.

O Tea Tree é um exterminador poderoso de todos os tipos de bactérias.
É não cáustico para a pele, não tóxico para o corpo, não produz efeitos colaterais negativos, tem forte capacidade de limpeza, tem um nível de pH bem equilibrado, é levemente anestésico e muito aromático.


O óleo essencial de Tea Tree é de 4 a 5 vezes mais forte do que qualquer anti-séptico doméstico.
Sua ação bactericida aumenta onde há sangue e pus.
Externamente, usado em feridas e cortes profundos, remove o tecido necrótico e deixa a superfície saudável.


Fiquei muito feliz quando recebi da querida Bruna (uma grande farmacêutica e amiga) , a informação que chegou ao mercado produtos de qualidade, contento na sua fórmula o Tea Tree.


Isso não é comercial, e sim uma divulgação de bons produtos agora fortalecidos com óleo essencial!

Vamos conferir...