domingo, 27 de fevereiro de 2011

Salão de beleza

Você pode fazer muito pela sua pele com estas receitas.
Anote e siga:

Limpar a pele - dilua 5 gotas de óleo essencial de hortelã num pouco de álcool e coloque em um recipiente com água morna. Umedeça um pano nesse líquido, ponha-o sobre o rosto e deixe por alguns minutos.

Tonificar o rosto - coloque 1 e 1/2 litro de água mineral morna em uma vasilha e adicione 8 gotas de óleo essencial de camomila, 4 gotas de óleo essencial de alecrim e 1 colher de sal grosso. Umedeça um pano nessa solução e deixe sobre o rosto por alguns minutos. A mesma receita é usada para relaxar ombros e pescoço. Neste caso, a água deve estar quente. Lembre sempre de diluir os óleos essenciais em um pouco de álcool ou leite antes de juntar à água.

Banho de imersão nutritivo - misture na água da banheira 1 colher de sopa de óleo base ou mel, 1 colher de sopa de leite integral e 10 gotas de óleo essencial - lavanda ou camomila (relaxantes), alecrim ou bergamota (estimulantes), hortelã-pimenta ou limão (tonificantes), rosa ou ylang-ylang (afrodisíacos). Fique em imersão por 20 minutos.

Outros óleos indicados para um bom banho - camomila (calmante), sândalo (tranquilizante), menta (para aliviar o estresse), laranja (sedativo). Na banheira, bastam 8 gotas diluídas no álcool ou leite ou ainda vodka misturadas à água.


Faça a coisa certa

Não importa o uso do óleo - inalação, compressa, massagem, escalda-pés, banho de imersão ou até gotinhas no travesseiro.
Algumas regras tem de ser levadas em conta - da compra aos cuidados com a aplicação:

  • Somente Lavanda e Tea Tree podem ser aplicados diretamente sobre a pele. Os outros óleos devem ser diluídos. Para isso, recomenda-se os óleos vegetais - amêndoa, macadâmia, semente de uva, jojoba ou gérmen de trigo. No caso da banheira, a diluição deve ser feita em um pouco de álcool, vodka ou leite.
  • Não misture mais de três óleos. E só o faça na hora em que for usá-los.
  • Cuidado com os cítricos. Não se exponha ao sol se tiver passado óleo essencial de laranja, limão, bergamota, petitgrain, grapefruit e tangerina, mesmo diluídos.
  • Na hora de comprar, verifique se o vidro é escuro e lacrado. Leia o rótulo, onde devem constar o nome do fabricante, a empresa envasadora, o químico responsável, origem e nome científico da planta e prazo de validade. O óleo também precisa ser 100% puro, natural e indicado para fins terapêuticos.


(Bons Fluidos ed. especial - o poder dos aromas)

7 comentários:

  1. Quantas dicas, Claudia. Valeu muito.
    Aproveito para te desejar uma ótima semana.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Ana! vim lá do teu blog agora, que delícia! bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Claudia, Amei o teu blog! Valeu mesmo a visitinha e obrigada pelos conselhos.
    Beijos!

    ResponderExcluir