domingo, 26 de janeiro de 2014

Respirando mais fundo...


Se emperrar, force.
Se quebrar...precisava trocar mesmo!


À pedido, estou trazendo novamente esta postagem, que fala sobre respiração e inutilidade, com o  texto de Padre Fábio de Melo.


Olhando para o céu e para as flores do jardim, aproveitei para respirar mais fundo e agradecer tudo isso, e  lembrei do lindo texto escrito pelo Padre Fábio de Melo, o qual gostaria de compartilhar.


Esta reflexão, junto com os aromas da natureza, fazem a gente respirar mais fundo...e respiração é vida!


"A maturidade nos trás direitos maravilhosos.
Enquanto a juventude é cheia de obrigações, a maturidade é o tempo em que vivemos a doce inutilidade.


Porque mais cedo ou mais tarde iremos experimentar esse território desconcertante da inutilidade.


Esse é o movimento da vida.

Perder a juventude é você perder a sua utilidade, é uma consequência natural da idade que chega.


A maturidade é o tempo que diminui ou se esvai a nossa utilidade e aí fica somente o significado da pessoa.

É o momento que a gente se purifica.


É o momento que a gente vai tendo a oportunidade de saber quem nos ama de verdade.

Porque só nos ama pra ficar até o fim aquele que, depois da nossa utilidade, descobriu o nosso significado.


É por isso que sempre rezo para envelhecer ao lado de quem me ama.

Para poder ter a tranquilidade de não ser útil, mas ao mesmo tempo não perder o valor.


Se você quiser saber se alguém te ama de verdade, é só identificar se ele seria capaz de tolerar a sua inutilidade.


Quer saber se você ama alguém?

Pergunte a si mesmo, quem nesta vida que pode ficar inútil pra você sem que você sinta o desejo de jogá-lo fora.


E é assim que nós descobrimos o significado do AMOR...


Só o AMOR nos dá condições de cuidar do outro até o fim!

Feliz daquele que tem ao fim da vida, a graça de ser olhado nos olhos e ouvir a fala que diz:


Você não serve pra nada, mas eu não sei viver sem você!"


Respirar mais fundo, observar os ensinamentos da natureza...
relaxar!!!

23 comentários:

  1. Claudia, eu moraria no seu jardim! Você é uma mulher abençoada.
    Que aparelho de chá incrível...
    Uma tarde de sonho.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. QUE LINDO AS PALAVRAS O CENARIO E O SENTIMENTO QUE EMANOU DAI !!! BJUS

    ResponderExcluir
  3. Nunca tinha pensado na velhice como o tempo da inutilidade...
    Acho que podemo tentar manter a lucidez e ser útil pelo menos para contarmos histórias ou os melhores casos de nossas vidas.
    Mas concordo sobre o verdadeiro amor, só ele estará presente nesta hora.
    Beijos
    Vania

    ResponderExcluir
  4. Claudia que maravilha esse aparelho, me vi tomando chá nele e apreciando seu jardim.. que paz , que bênção viu.. parabéns!! Esse texto é incrível assisti ele no youtub e fiquei apaixonada, o padre Fabio é mesmo especial!

    ResponderExcluir
  5. ual qta coisa linda

    Uma linda noite pra vc...
    Bjks
    Blog da Biane

    ResponderExcluir
  6. Que postagem lindaaaaa, querida amiga. Inspiração pura, do coração. As fotos revelam a leveza da natureza, da mesa posta com carinho, das flores coloridas...dos guardanapos com cheiro de lavanda! E, o texto coroando tudo isso. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que linda mensagem , me emocionei , muito bonita mesmo , e que maravilhoso cantinho este meu DEUS que lugar abençoado este o seu menina ! a rrumaçaõ da mesa , as flores , esta bicicleta com flores no cestinho que perfeição , sou muito observado e detalhista , amei a forma que vc colocou a toalhinha na bandeja , puxando as pontinhas nos buraquinhos dela , que detalhe belo, tudo perfeitamente lindo parabéns...

    ResponderExcluir
  8. Que texto lindo Cláudia...e que imagens! tudo tão lindo...a mesa, a louça, e o teu jardim que é um verdadeiro encanto!
    Amei teu post amiga!
    Boa noite!
    bjus!

    ResponderExcluir
  9. Nossa que lindo texto e fotos..quero ir para esse encanto.
    Que blog bonito, espiritual e reconfortante.. Parabéns e é claro que já estou te seguindo.
    Abraços.Sandra

    ResponderExcluir
  10. Hoje eu trabalho bastante, o quanto é necessário para que amanhã eu possa estar assim inútil e bem feliz.
    Pensar positivo e se alimentar direitinho. Fazer exercícios e respirar fundo. Tirar o tempo adequado pra nós.Amar e ser amado, deixar nos corações de quem amamos retratos da nossa essência para sermos bem lembrados e queridos quando chegar a maturidade. Amei seu texto e seu post. Delicado, lindo e sem palavras para todo elogio merecido. Esse seu lugar é mágico e ter vc com amiga é acrescentar muito no meu cotidiano e no meu aprendizado.
    Obrigada por estar comigo e fazer parte desse mundo encantado da blogosféra.
    Mil beijos no seu coração
    MELISSA E ALECRIM

    ResponderExcluir
  11. Claudia como é bom passar por aqui, nos enriquece e fortalece. Agradeço por compartilhar imagens maravilhosas e palavras tão sábias. É muito bom saber que alguém possa nos amar, embora já estejamos inúteis. Aposto nisso, quem me ame pela inutilidade. Amo demais a sua casa, que seja sempre muito abençoada, abraços carinhosos Maria Teresa

    ResponderExcluir
  12. Oi Claudia,
    Esse texto é muito forte, é duro se imaginar inútil e não servir pra nada, dá uma sensação de vazio só de pensar nesse futuro, no entanto é a realidade que a vida longa ou por algum problema de saúde, pode acontecer com qualquer um, mas no caso de se envelhecer, felizmente hoje já podemos pensar numa qualidade de vida melhor, onde o velho consegue se manter ativo por mais tempo, e só lá bem adiante se tornar inútil(não gosto dessa palavra pras pessoas) .
    Mas, o texto é muito verdadeiro, principalmente quanto ao amor, só fica com alguém até o final quando se tem amor.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  13. Eu de novo,
    Olha Claudia, fiquei tão ligada no texto que esqueci de elogiar a linda mesa, e o jardim maravilhoso, achei uma harmonia tão grande no ambiente, lindo mesmo!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  14. Gente que luxo, porque ninguem me chama para tomar um chá

    Seguindo retribui?
    http://www.wondermarcelo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Claudia,
    Como a Cris eu moraria no seu jardim, essa casinha é um sonho não?
    E as fotos, a mesa, o texto está tudo lindo?
    Parabéns,
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  16. Olá, boa tarde!
    Fiquei encantada com a beleza e serenidade do seu espaço. O requinte do chá servido num jardim maravilhoso...e um texto especialmente belo! Vim para ficar. Um abraço de Portugal.
    M. Emília

    ResponderExcluir
  17. Quanta beleza e serenidade, adorei divagar por aqui.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  18. Bom Dia, Claudia,
    Venho aqui sentir boas vibrações!
    Cheiro bom de aconchego e alegria!
    Tenha uma linda semana!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Oi Cláudia, muito obrigada por sua visita amiga, adorei o texto e o cenário que você preparou para sua amiga, e as lavandas nas cortinas que luxo, sabia q eu sou louca para conseguir um buque de lavanda originais iguais a sua, quem sabe um dia eu consigo alguém próximo a mim que vá na Provence ou eu mesma né? rsrsrs
    A sua amiga deve ter se deliciado com este carinho todo, tenha um ótimo fim de semana, um bj no seu coração.

    ResponderExcluir
  20. Querida amiga
    Lindo texto e excelentes reflexões!
    Comecei a fazer yoga essa semana e pensei muito em você, pois a respiração é o pilar de tudo e você plantou essa sementinha em mim!
    Te desejo uma linda semana.
    Bjim
    Léia

    ResponderExcluir
  21. Esta é uma amor que não é da boca pra fora , e sim com a atitude de ficar até o fim.bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Claudia,
    Quantos detalhes encantadores, da vontade de ter internet com cheiro...
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Um bom texto para uma boa reflexão!! Como sempre. Tranquilidade, Encanto, Requinte e muito Prazeroso o seu bloguinho !! beijinhos Claúdinha

    ResponderExcluir