domingo, 2 de agosto de 2015

O calendário dos trabalhos agrícolas da lavanda


Quando se fala em lavanda todo mundo pensa logo em suas flores azuis no verão, nas destilarias que perfumam a região...mas a sua cultura não é só uma atividade sazonal.


1.) Março: é o mês das plantações. 
Quando o solo começa a descongelar, são recolhidas todas as mudas jovens de lavanda fina nos viveiros, sempre em altitude, ou mudas selvagens. Em seguida, são plantadas as mudas de raízes nuas no solo preparado.. Com a ajuda de uma roda munida de pinças, que retiram as mudas uma por uma, elas são plantadas com intervalos de 30 cm, em fileiras espaçadas de 1,50 m. Cada hectare contém mais ou menos 17.000 mudas. 


2.) Abril-Maio: início da retirada mecânica das ervas invasoras, por meio de um trator munido de garras, entre as fileiras de lavanda. No caso da lavanda jovem (- de 3 anos), o trabalho é feito com uma enxada, pois as mudas menores poderiam ser arrancadas pelas garras. Também é feita a aplicação de fertilizantes orgânicos no solo.


3.) Meados de Junho: início da floração. O trabalho mecânico é interrompido pois poderia causar danos às flores jovens em formação. Começa então a preparação para a destilação: enchimento da cuba a gás, nível das cisternas com água da chuva, contato com os empregados que vão trabalhar nas colheitas...


4.) Meados de Julho: é o auge da floração; são examinadas as espigas das lavandas para avaliar o grau de maturação e determinar uma data para o início da colheita. Em geral, começa no final de julho, entre  20 e 27. Os tratores invadem os campos floridos e, 2 ou 3 dias depois, é iniciada a destilação. Se a chuva não atrapalhar, em cerca de 15 dias tudo estará terminado. É um período excepcional porque é o resultado de um ano de trabalho. Algumas vezes a colheita é antecipada, se o calor for muito forte nesta época, o que ocorreu este ano.


5.) Agosto: recomeçam a retirada das ervas invasoras.


6.) Outubro: é o momento de arrancar as velhas lavandas com 10 anos, queimá-las e em seguida preparar o solo para o plantio, que será feito em março, ou seja, retirar as pedras maiores e, em seguida, passar um britador para triturar as pedras restantes, depois lavrar a terra para afofá-la e prepará-la para o repouso durante o inverno.


7.) Novembro: é o momento de semear nos viveiros, antes da chegada do inverno. As sementes vão brotar a partir de abril do ano seguinte. Mas, o plantio dessas mudas só poderá ser feito 3 anos depois.


8.) Dezembro-Janeiro-Fevereiro: com o solo gelado, a terra fica em repouso assim como o agricultor que aproveita para verificar o material.


(Fonte: Le Chateau du Bois)

11 comentários:

  1. Que viagem fantástica deve ter sido!
    Abraço!
    Sonia

    ResponderExcluir
  2. Que delícia deve ser, estar na destilaria, sentir o aroma que exala,
    no preparo do extrato da lavanda.
    Obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  3. Claudia, não é fácil cultivar lavanda,ma deve ser uma delícia trabalhar na destilaria.
    Que viagem linda você fez!
    Beijos e feliz semana,
    Amara

    ResponderExcluir
  4. Oi Cláudia,
    Adorei o post. Desta vez você viajou com a família. Tenho pensado em encarar uma viagem fora do circuito das excursões. Como vcs se viram com a língua? Alguém falava francês no seu grupo? Vcs saíram com pacotes fechados daqui do Brasil?
    Desculpe a curiosidade...
    Bjsw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Betty!
      Deu tudo certo...um pouco de francês, um pouco de inglês e sempre tem alguém falando espanhol pelo caminho. Super tranquilo! sempre vou com hoteis definidos, reservo pelo booking e sempre deu certo. Carro alugamos lá e o roteiro faço por aqui...gosto mais assim, mais liberdade! bjs amada

      Excluir
  5. Olá minha querida. ..é um processo lindo.As fotos estão fantásticas, beijinhos ups...ia esquecendo...Você sabe que é sempre bem vinda cá em casa!

    ResponderExcluir
  6. Claudia, adorei o post.
    Interessante o cultivo e a "transformação" da lavanda.
    Imagino o cheiro que deve exalar na destilaria.
    Que viagem instrutiva essa que você fez!
    Beijos e ótima semana.

    ResponderExcluir
  7. Momentos muito prazerosos, me parecem. Tenho me prometido esta viagem, um dia farei.
    Você colocas tudo de uma forma tão detalhada que nos faz sentir o perfume no ar...
    Adoro!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Claudia voce poderia indicar uma marca de OE que seja confiavel?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Josina!
      Gosto muito dos da Bioessencia, da WNF, Samya Maluf, Neal's Yard, Chateau du Bois. Todos de excelente qualidade...bjs

      Excluir