segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Zimbro para psoríase, reumatismo e artrite


O Zimbro (Juniperus communis) é valioso no tratamento de uma série de afecções da pele, como eczemas, dermatites e psoríase, por sua capacidade de liberar resíduos tóxicos do organismo.

O Zimbro ou Junípero é conhecido desde a Antiguidade como um anti-séptico e um diurético, mas sua ação mais importante é como desintoxicante.


Trata-se de um dos óleos essenciais mais eficazes em todas as situações em que o organismo precisa se livrar de resíduos tóxicos.
Com grande frequência, a ação diurética do Zimbro também será útil em tais situações.


As propriedades depurativas do Zimbro atuam, além do físico, no plano mental/emocional.

Trata-se de um óleo fisicamente depurativo, em essencial para indivíduos expostos ao contato com um grande número de pessoas em sua jornada de trabalho, ou com poucas pessoas, mas que exaurem suas energia.


O Zimbro é tradicionalmente utilizado na França como um tônico, sobretudo em períodos de convalescença, e em que se tem um quadro geral de apatia devido à eliminação deficiente.

A eliminação deficiente é uma das causas fundamentais do reumatismo, da gota e da artrite, e deve-se considerar o Zimbro um meio para se melhorar a eliminação.

É bastante eficaz no tratamento da celulite, uma vez que, neste caso, as toxinas acumuladas estão ligadas à retenção de líquido, de modo que as ações desintoxicantes e diuréticas do Zimbro caminham lado a lado.


Um banho com um pouco de óleo essencial de Zimbro é provavelmente o tratamento mais eficaz (combina-se muito bem com o de Bergamota), mas, no caso de uma crise, o ato de depositar uma ou duas gotas de óleo de Zimbro com um pouco de óleo carreador nas mãos e espalhá-las pelos braços, ou mesmo a inalação do óleo, será de enorme ajuda.

O Zimbro parece limpar a mente de "resíduos tóxicos", da mesma forma como o faz com o corpo.


O Zimbro ou Junípero é uma pequena árvore da família das pináceas, com folhas semelhantes a agulhas e bagas de início azuis, mas que se tornam pretas ao fim de dois anos, quando são consideradas maduras.

O óleo essencial é obtido através da destilação por vapor dessas bagas e seus princípios ativos incluem  o alfapineno, o cadineno, o canfeno, o terpineol, o borneol e a cânfora de zimbro.

O gosto é bastante amargo - o que nada tem de surpreendente quando consideramos que as bagas do Zimbro constituem um importante ingrediente do gim, cujo nome deriva da designação francesa da planta: Genevrier ou Genievre


Fonte de pesquisa: Livro de Aromaterapia de Patricia Davis

9 comentários:

  1. Olá minha querida! Confesso que nunca ouvi falar em zimbro. Muito obrigada por nos presentear com estas maravilhosas sinergias. Feliz semana, beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá Claudia, tenho psoríase e nenhum tratamento resolve, sei que não tem cura, mas faço de tudo para amenizar o meu problema! Vou ver se consigo encontrar o óleo de Zimbro! Obrigada pela preciosa dica!
    Beijos e feliz semana!
    Amara

    ResponderExcluir
  3. Oi Claudia!
    Por aqui essa planta não é conhecida, na verdade nunca ouvi falar, uma pena, pois ela é de grande utilidade, eu mesma tenho artrite desde os meus vinte e poucos anos, já sofri muito com as dores e sem falar na medição, que é uma faca de dois gumes, hoje estou indo bem melhor, com menos crises.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Sempre aprendo muito aqui Cláudia... Não conhecia o Zimbro... mas o nome Junípero, creio ter visto em algum livro das histórias do Rei Arthur. Gostei de saber das suas propriedades, e achei linda a árvore!
    Tenha uma ótima semana amiga, bjus!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia! Nunca ouvi falar em zimbro,mas gostei de conhecer um pouco seus benefícios.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Oi Claudia,
    Se atua contra a celulite, vou mergulhar numa piscina com este óleo! Luto contra esta danada da celulite desde os meus 12 anos e sempre fui magra. Minha filha tb vai gostar de saber.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Outro dia usei as sementes como tempero para carne! Nossa!!! Ficou especial!

    ResponderExcluir
  8. Outro dia usei as sementes como tempero para carne! Nossa!!! Ficou especial!

    ResponderExcluir